A Síndrome da Fibromialgia

Compartilhe e faça este conteúdo chegar a quem precisa:

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on linkedin
LinkedIn
Fibromialgia

A síndrome da fibromialgia (FM) é um problema bastante comum, com valores entre
11 e 13%, cuja prevalência se dá em mulheres, especialmente na faixa etária
entre 35 e 60 anos, segundo um estudo sobre o tema, publicado na Revista
Brasileira de Reumatologia em 2006.

A FM é uma síndrome clínica que se manifesta com dor difusa no corpo todo,
principalmente na musculatura.

Junto com a dor, podem ser apresentados alguns outros sintomas, dentre eles:

. Sono não reparador;

. Fadiga;

. Alterações de memória e atenção;

. Depressão.

Sono: tende a ser superficial e/ou interrompido, por isso a sua qualidade fica
prejudicada e a pessoa acorda cansada, mesmo que tenha dormido por um longo
tempo.

Fadiga: devido ao cansaço, ela apresenta baixa tolerância ao exercício, mas, apesar
disso, a pessoa precisa estar ciente de que a atividade física é o principal
tratamento para a FM.

Depressão: está presente em 50% dos pacientes com FM, por isso é importante que o
psicólogo realize uma boa avaliação e procure diferenciar o paciente com FM que
apresenta a depressão, daquele que não a apresenta, já que as condutas
terapêuticas são diferenciadas.

Alterações de memória e atenção: estão relacionadas com a fadiga gerada pela dor crônica.
Para o corpo, como a dor é sempre um sintoma importante, o cérebro acaba
dedicando maior energia para lidar com ela, podendo prejudicar os mecanismos da
memória e atenção.

Diagnóstico da FM: é essencialmente clínico, não havendo exames que a comprove. Com uma boa
entrevista médica com o fisiatra ou reumatologista, é possível fazer o
diagnóstico e descartar outros problemas.

Critérios de diagnóstico: dor por mais de três meses em todo o corpo e presença de pontos
dolorosos na musculatura (11 pontos, de 18 que estão pré-estabelecidos). Vale
salientar que, muitas vezes, mesmo que os pacientes não apresentem todos os
pontos, o diagnóstico de FM é feito e o tratamento iniciado.

Causa: não existe uma causa única, mas estudos recentes mostram que as pessoas com FM
apresentam uma sensibilidade maior à dor do que aquelas sem FM. “É como se o
cérebro delas apresentasse um ‘botão de volume’ desregulado, que ativasse todo
o sistema nervoso para fazer a pessoa sentir mais dor”.

Quando a FM se manifesta? Depois de eventos graves na vida de uma pessoa, como um
trauma físico, psicológico ou mesmo uma infecção grave. O mais comum é que
comece com uma dor localizada crônica, que progride e passa a envolver todo o
corpo.

A dor da pessoa com FM é real ou “psicológica”? Hoje em dia, com técnicas que
permitem ver o cérebro funcionando em tempo real, descobriu-se que os pacientes
realmente estão sentindo a dor que referem, porém é uma dor diferenciada, já
que não é causada por lesão. “Toda dor é um alarme de incêndio no corpo, indicando
onde devemos ir para apagar o incêndio, no entanto, na fibromialgia é
diferente, não há fogo nenhum, esse alarme dispara sem necessidade e precisa
ser novamente ‘regulado’.”  A dor crônica, bem como a ativação de um sistema de estresse crônico altera de maneira importante a qualidade de vida biopsicossocial, podendo até prejudicar as
atividades rotineiras da pessoa, sendo recomendado um tratamento multiprofissional. A atividade física é essencial e um acompanhamento psicológico é indicado nesses casos, para amenizar os impactos psíquicos e emocionais causados pela maior sensibilidade à dor. As terapias integrativas e
holísticas também são benéficas para que a pessoa equilibre corpo e mente, conseguindo viver de maneira mais leve.

Para agendar uma sessão com a psicóloga Ana Vívian @psicologa.anavivian ou com
nossos terapeutas Integrativo e Holístico, acesse o site abaixo:
www.seniorgym.com.br

Fonte de referência: Sociedade Brasileira de Reumatologia
www.reumatologia.org.br

SOBRE A AUTORA


Ana Vívian Ruiz Romero Benatti é Psicóloga (CRP nº 06/150773), graduada pelas Faculdades Unidas Metropolitanas (FMU). Realiza Psicoterapia com adolescentes e adultos (individual e familiar) e Orientação Profissional para jovens, em fase de escolha de carreira, ou reorientação profissional).

Dúvidas:  psicologa.anavivian@gmail.com
https://seniorgym.com.br/psicoterapia/

SOBRE A CLÍNICA
A Clínica Senior Gym é um espaço de saúde integrado e diferenciado no atendimento ao público de todas as idades, especializado no tratamento de reabilitação física, prevenção de lesões e promoção de bem estar.

Situada no bairro Tatuapé na cidade de São Paulo, oferecemos uma infraestrutura adaptada e planejada com equipamentos especialmente desenvolvidos para o público idoso, grupos especiais, e pessoas que possuem alguma lesão ou patologia.
Todas as atividades no Studio são acompanhadas por profissionais qualificados.
Para conhecer mais sobre a clínica, visite o site:
www.seniorgym.com.br

PREENCHA O CADASTRO ABAIXO E CLIQUE EM AGENDAR

× Como posso te ajudar hoje?