O coração e o chakra cardíaco

Compartilhe e faça este conteúdo chegar a quem precisa:

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on linkedin
LinkedIn
Pêndulo de radiestesia sobre um coração

“Eis o meu segredo: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos. Os homens esqueceram essa verdade, mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.”      

(Antoine de Saint-Exupéry).

CHAKRA CARDÍACO – EMOÇÕES

4º – Chakra – Cardíaco.  Esse chakra situa-se na região do tórax, entre a quarta e a quinta vértebra. Ele rege os pulmões, o coração, os braços e as mãos. É o chakra responsável pela irrigação do coração. O coração é um músculo oco, que se relaciona com o sistema nervoso parassimpático, e que bombeia sangue rico em oxigênio a partir dos pulmões para todas as partes do corpo. O sangue bombeado pelo coração tem três funções principais; transportar água, alimento para as células e oxigênio. O coração está intimamente ligado aos nossos sistemas: circulatório, linfático e imunológico.

A glândula endócrina associada ao coração é o Timo.

A glândula Timo faz parte do sistema linfático, situado abaixo da tireoide e das glândulas paratireoides e é a glândula responsável pela produção do hormônio timosina, que influi na maturação dos linfócitos T destinados a desempenhar um papel ativo na imunidade por mediação celular e que inicia os movimentos das defesas do corpo quando doente ou ferido. Portanto, a glândula timo é essencial pelo bom funcionamento do sistema imunológico e considerada a chave da energia vital.

O chakra cardíaco, também é o centro energético dos sentimentos e emoções. Sua função é o amor e está ligado às emoções superiores, afetos, sentimentos e à necessidade pessoal de aceitação e apreciação. Nele residem, por exemplo, a bondade, a piedade, a afeição e também o ódio. Em suma, todas as emoções sujeitas à vontade.

As emoções violentas e descontroladas afetam diretamente a fisiologia do coração, sendo, portanto, o chakra mais afetado pelo desequilíbrio emocional. Palavras, pensamentos e sentimentos positivos ativam sua energia e todo seu potencial, enquanto palavras, pensamentos e sentimentos negativos, enfraquecem sua energia e baixam nossa imunidade.

Esse centro de força dá sustentação aos serviços da emoção e do equilíbrio em geral. Quando começamos a nos fechar em nossa dor emocional adoecemos. Neste sentido, há uma frase de Freud que vem ao encontro do texto: “É preciso amar para não adoecer”.

A saúde do coração físico melhora consideravelmente quando nos libertamos dos traumas, das dores emocionais e dos julgamentos, que nos aprisionam e nos fazem adoecer. Somente através do amor próprio (se você não puder amar a si mesmo, não conseguirá amar os outros) e do amor incondicional ao próximo é que podemos viver plenamente, pois o amor incondicional neutraliza toda e qualquer energia ou influência negativa.  

Por isso, todo e qualquer processo de cura tem sempre de começar pelo coração.

Importante ainda ressaltar, que o chakra cardíaco está localizado em um ponto médio entre os sete chakras, mantendo o equilíbrio entre os três chakras superiores que se localizam acima dele (Coronário, Frontal e Laríngeo), que são elétricos e frios e os três chakras inferiores (Solar, Umbilical e Básico) da parte inferior do corpo, que são magnéticos e quentes, ou seja, atua como uma ponte entre os chacras mais elevados ou espirituais e os chacras da Terra, sendo considerado um portal para a consciência superior, pois transforma as energias físicas dos chakras inferiores em energias espirituais, alimentando os chakras superiores. Em virtude disso, esse centro energético também é conhecido como o Chakra do Cristo Pessoal, por ser o intermediário entre o Céu (chakras superiores e espirituais) e a Terra (chakras inferiores e materiais), entre o Pai e o Filho.

Desta forma, o chakra cardíaco representa o início da jornada espiritual e a conexão com o Eu Superior e com a Essência. Ele comanda a interação de amor com as pessoas, a natureza e o universo.

Nome em Sânscrito: ANAHATA (Invicto ou Inviolado)

Localização: Coração

Correlação física: Ligado à glândula timo. 

– Qualidades Positivas (Chakra Desenvolvido): A aura saudável traz relacionamentos fortes, seguros e positivos, tem amor incondicional por si mesmo e pelos outros, age com amabilidade e sabe perdoar, revelando bondade, compaixão, equilíbrio, altruísmo, esperança, harmonia e paz. Os apegos aos prazeres terrestres, honras e humilhações, não o preocupam. Portanto, vive em harmonia com os mundos interior e exterior. Quando bem desenvolvido, torna-se um canal de amor para o trabalho de assistência espiritual e material ao próximo.

A elevação das energias do chakra do plexo solar até o chakra cardíaco acontece em quem já está desenvolvendo a capacidade de pensar e atuar em termos de coletividade. Elevando-se graças à vibração do quarto chakra, é possível dominar a arte da língua, a poesia e o verbo. O ser começa a dominar seu eu obtendo sabedoria e força interior. A energia Yin/Yang se equilibra. Um ser centrado no seu chakra cardíaco começa a evoluir, além dos limites de seu ambiente para tornar-se autônomo e sua vida se torna então uma fonte de inspiração para os outros. A pulsação do chakra do coração saudável é a mesma pulsação dos batimentos cardíacos constantes. Esse ritmo de pulsação é universal e quando o chakra está equilibrado traz confiança, com uma sensação de que podemos encarar a vida de frente, de peito aberto, pois estamos em paz com os outros e com o ambiente.

– Qualidades Negativas (Chakra Não Desenvolvido): Quando existe um bloqueio nesse chakra, a pessoa se sente angustiada, sufocada, sendo comum pontadas no peito e baixa imunidade. Em desequilíbrio, há ausência de relacionamentos íntimos ou estes são problemáticos. A pessoa não se ama e não se sente amada e nem aceita pelos outros, muitas vezes age não respeitando o espaço dos outros. Deixa-se dominar pelos sentimentos inferiores que geram ressentimentos, mágoas, ódio, inveja, ciúmes, complexo de inferioridade, vitimização, todas elas causas de desequilíbrio e instabilidade emocional e que geram hostilidades, sentimentos de culpa, cobranças excessivas de si e dos outros.

As doenças do coração, sistema circulatório e sangue podem e devem ser tratadas através deste chakra. 

Elemento: Ar. Sua relação com o elemento ar é muito representativa da sua função em nosso equilíbrio. Quando estamos ansiosos ou sofremos uma perda emocional é comum a sensação de falta de ar.

SOBRE O AUTOR

Claudinei Almeida Milsone é Terapeuta Holístico e Palestrante com a seguinte formação:

  • Mestre em Reiki  pelo SENAC de São Paulo;
  • Litoterapeuta formado pelo Espaço Cristalino;
  • Radiestesista certificado pela Humaniversidade;
  • Mesas Radiônicas e Cura Total junto ao Instituto Sonho Verde;
  • Numerólogo em formação junto a ABRAN.
  • Apômetra formado pelo Instituto Anima Saúde & CIA

www.seniorgym.com.br/terapias-holisticas


PREENCHA O CADASTRO ABAIXO E CLIQUE EM AGENDAR

× Como posso te ajudar hoje?